74.
O emantado


Em nome de Deus, oClemente, o Misericordioso.

 

1.

Ó tu, emantado!

2.

Levante-te e admoesta!

3.

E enaltece o teu Senhor!

4.

E purifica as tuas vestimentas!

5.

E foge da abominação!

6.

E não esperes qualquer aumento (em teu interesse),

7.

Mas persevera, pela causa do teu Senhor,

8.

Pois, quando for tocada a trombeta,

9.

Esse dia será um dia nefasto,

10.

Insuportável para os incrédulos.

11.

Deixa por Minha conta aquele que criei solitário,

12.

Que depois agraciei com infinitos bens,

13.

E filhos, ao seu lado,

14.

E que agraciei liberalmente,

15.

E que ainda pretende que lhe sejam acrescentados (os bens)!

16.

Qual! Por Ter sido insubmisso quanto aos Nossos versículos,

17.

Infligir-lhe-ei um acúmulo de vicissitudes,

18.

Porque meditou e planejou.

19.

Que pereça, pois, por planejar,

20.

E, uma vez mais, que pereça por planejar!

21.

Então, refletiu;

22.

Depois, tornou-se austero e ameaçador;

23.

Depois, renegou e se ensoberbeceu;

24.

E disse: Este (Alcorão) não é mais do que magia, oriunda do passado;

25.

Esta não é mais do que a palavra de um mortal!

26.

Por isso, introduzi-lo-ei no tártaro!

27.

E o que te fará compreender o que é o tártaro?

28.

Nada deixa perdurar e nada deixa a sós!

29.

Carbonizador do humanos,

30.

Guardado por dezenove.

31.

E não designamos guardiães do fogo, senão os anjos, e não fixamos o seu número, senão como prova para os incrédulos, para que os adeptos do Livro se convençam; para que os fiéis aumentem em sua fé e para que os adeptos do Livro, assim como os fiéis, não duvidem; e para que os que abrigam a morbidez em seus corações, bem como os incrédulos, digam: Que quer dizer Deus com esta prova? Assim Deus extravia quem quer e encaminha quem Lhe apraz e ninguém, senão Ele, conhece os exércitos do teu Senhor. Isto não é mais do que uma mensagem para a humanidade.

32.

Qual! Pela lua,

33.

E pela noite, quando se extingue,

34.

E pela manhã, quando surge,

35.

Que isto é um doa maiores portentos,

36.

Admoestação para o gênero humano,

37.

E para aquele, dentre vós, que se antecipa ou se atrasa!

38.

Toda a alma é depositária das suas ações,

39.

Salvo as que estiverem à mão direita,

40.

Que estarão nos jardins das delícias. Perguntarão,

41.

Aos pecadores:

42.

O que foi que vos introduziu no tártaro?

43.

Responder-lhes-ão: Não nos contávamos entre os que oravam,

44.

Nem alimentávamos o necessitado;

45.

Ao contrário, dialogávamos sobre futilidades, com palradores,

46.

E negávamos o Dia do Juízo,

47.

Até que nos chegou a (Hora) infalível!

48.

De nada, então, valerá, a intercessão dos mediadores.

49.

Porque, pois, desdenham a admoestação,

50.

Como se fossem asnos espantados,

51.

Fugindo de um leão?

52.

Porém, cada um deles quereria receber (agora) páginas abertas (com a revelação).

53.

Qual! Em verdade não temem a outra vida.

54.

Qual! Sabei que (o Alcorão) é uma admoestação.

55.

Quem quiser, pois, que o recorde!

56.

Porém, não o recordarão, a menos que Deus o queira, porque é o Senhor do temor e o Senhor da remissão.